Lição 02 - Aliança Edênica e Aliança Adâmica

"Pelo que, como por um homem, entrou o pecado no mundo, e pelo pecado, a a morte, assim também a morte passou a todos os homens, por isso que todos pecaram" Romanos 5.12

Texto Bíblico Básico: Romanos 5.13-19


PACTOS E ALIANÇAS: DEUS REVELA A SUA GRAÇA

O relacionamento de Deus com o homem, é permeado por alianças. Se quisermos conhecer o plano e a natureza de Deus, precisamos conhecer suas alianças. Precisamos entender com e em que condições Ele faz uma aliança com alguém. Precisamos estudar as alianças passadas e o caminho percorrido até aqui no relacionamento entre Deus e a humanidade. Assim, estaremos mais preparados para andar com Deus hoje, entrar em aliança com Ele, participar do Seu plano.

Quando duas pessoas querem fazer algo juntas de uma forma permanente, estabelecem um contrato com certas condições e requisitos, a fim de poderem continuar andando juntas. Um aliança então, é um acordo, um contrato solene entre duas partes que em geral é ratificado com o derramamento de sangue de um animal. A violação de uma aliança significa morte para quem a quebra. Isto é simbolizado pela morte do animal cujo sangue é usado para a ratificação.

A Bíblia é um história de alianças. Uma aliança na Bíblia é simplesmente um conjunto de condições pelas quais Deus promete andar com seu povo. Ao estudarmos essas alianças, vamos obter um visão de águia, uma vista panorâmica de todo o plano de Deus. Assim veremos a Bíblia não como um coletânea de livros, mas como um plano unido e harmonioso que caminha para uma única consumação final.

ALIANÇA EDÊNICA

Textos: Gn 1.28-30; 2.15-17; Os 6.7

Participantes: A aliança Edênica foi firmada entre Deus e Adão, sendo este o representante de toda a raça humana. Assim, as ações de Adão são atribuídas a toda a humanidade.

O homem foi criado à imagem de Deus, afim de poder ter comunhão, amizade com ele. Em Gn 3.8, vemos que era o costume de Deus vir conversar com o homem no final da tarde. Era uma hora marcada, com um propósito definido de ter comunhão, saber como foi o dia. Conversavam sobre o que estavam pensando ou sobre o que tinham feito. Para que essa amizade fosse preservada, o homem tinha que permanecer na imagem de Deus

Cláusulas: (1) Propagar a raça e sujeitar a terra (Gn 1.28). O homem deveria ser o representante de Deus na terra e dominá-la como instrumento dEle, não como um ser autossuficiente. O propósito de Deus era que o homem o expressasse pela sua imagem e o representasse pela sua autoridade. Sem estar na imagem de Deus,  homem não pode expressá-lo e nem exercer sua autoridade. (2) alimentar-se de ervas e frutas (1.29,30; 2.16). Esta era a alimentação dada por Deus tanto aos homens como aos animais. Não haveria guerra entre a criação. Nenhum sangue deveria ser derramado. (3) Cultivar e guardar o jardim (2.15). Mesmo em seu estado e perfeição, o homem não deveria levar uma vida de sossego; o trabalho fazia parte da ética humana mesmo antes da queda. Contudo, o trabalho era fácil e a terra produzia facilmente. Não era pesado e nem desagradável, mas uma atividade construtiva e prazerosa. (4) Abster-se de comer um único fruto (2.17a). Esta era a única ordem proibitiva em toda a aliança Edênica. E era o ponto em que a obediência do homem seria testada. Ele era livre para comer de todas as árvores do jardim, exceto esta. Este era o único teste para ver como o homem responderia à vontade de Deus; era um teste do reconhecimento e da submissão humana à vontade do Criador. O homem não deveria presumir que, pelo fato de ter recebido autoridade sobre o reino animal, ele próprio era independente de Deus e isento da Lei divina. A pergunta era: "Será que o homem (como fez Satanás antes dele) irá rejeitar o direito de Deus de governar e irá declarar-se independente?" (5) A penalidade pela desobediência: a morte (2.17b). O homem poderia escolher guardar ou não a aliança, mas a pena por não guardar seria a morte.

Satanás apareceu no jardim do éden como uma criatura caída. Isso mostra que o homem não foi criado em um um universo perfeito, pois o pecado já estava presente. Embora não presente no homem, mas presente em Satanás. Ele fez seu trabalho de tentar Eva nas mesmas áreas descritas em  I João 2.16:
Genesis 3.6
          "Vendo a mulher que a árvore era boa para ser comer"
          "Agradável aos olhos" 
          "Árvore desejável para dar entendimento"

          I João 2.16
   
          "Concupiscência da carne"
          "A Concupiscência dos olhos"
          "A Soberba da vida"

Ele cedeu à tentação e desobedeceu à única ordem negativa da aliança. Adão percebeu o que tinha acontecido e decidiu juntar-se à sua esposa em sua desobediência. A primeira reação deles foi tentar se esconder da presença de Deus o que apenas ilustrou a verdade de Gênesis 2.17. Naquele exato momento, o homem morreu espiritualmente e não poderia mais compartilhar a mesma comunhão com Deus. Com este ato, a aliança Edênica, sendo condicional, chegou ao fim. Na aliança Edênica vemos o propósito original de Deus para a humanidade. Embora não realizado naquele tempo por causa da queda, este propósito é o alvo imutável de Deus e será realizado. 

ALIANÇA ADÂMICA

Texto: Gênesis 3.14-19

Participantes: Deus e Adão estão envolvidos nesta aliança novamente. Adão é o representante de toda a raça humana. Assim, o julgamento de Adão, é o julgamento de toda a humanidade.

Cláusulas: A primeira aliança foi quebrada e a segunda, agora, é bastante negativa. A primeira foi quase toda positiva, cheia de luz, comunhão com Deus e um  jardim em perfeição. Havia apenas uma lei que, uma vez quebrada, trouxe a morte. A segunda aliança foi repleta de coisas negativas , já que seu propósito era condicionar a vida do homem caído. Porém, apesar de tudo esta aliança tem algo muito importante  que é a primeira promessa Do salvador. A primeira aliança tinha uma lei com suas consequências de morte, mas a segunda tem a promessa da graça que viria solucionar o problema da lei e da morte. Deus se dirige individualmente à serpente, a Satanás, à Eva e a Adão.

Serpente 3.14. "Maldita és entre todos os animais". Todas as criaturas estão debaixo de maldição, mas há juma maldição especial sobre a serpente. "Rastejaras sobre o seu ventre" indica que, originalmente, a serpente andava numa posição ereta. "E comerás pó todos os dias da tua vida" Trata-se de uma expressão idiomática hebraica que significa ser amaldiçoado de modo especial (Mq. 7.17). A maldição persistirá sobre a serpente mesmo no reino messiânico (Is 65.25).

Satanás (3.15). Haveria inimizade perpétua entre Satanás e a mulher. Satanás feriria o "calcanhar" do Descendente da mulher, isto aconteceu na cruz. Mas o descendente da mulher esmagaria a cabeça de Satanás. Isto aconteceu inicialmente por ocasião da morte e ressurreição de Cristo (Hb. 2.14,15). Mas o esmagamento final de Satanás ocorrerá no futuro (Rm 16.20),quando ele for lançado no lago de fogo. Embora a norma bíblica seja traçar a genealogia através da árvore do homem,  esta exceção e,m relação ao Messias seria confirmada séculos mais tarde, quando o profeta Isaías revelou que Ele nasceria de uma virgem, (Is 7.14).

Mulher (3.16). Haveria sofrimentos durante a gravidez e, em especial no momento de dar à luz. A mulher estaria em sujeição eu marido. Isto já era verdade antes da queda, mas o elemento novo é que é que ela teria um desejo de se rebelar conta essa sujeição e tentar governar sobre o marido. Por outro lado, a natureza caída do homem o levaria a abusar de sua autoridade sobre a mulher.

Homem (3.17-19). "Visto que atendeste a voz da rua mulher e comeste da árvore..." Adão é o representante de toda a raça humana; seu julgamento é o julgamento de toda a humanidade. É Adão, e não Eva, quem é responsabilizado pela condição humana. "Maldita é a terra por tua causa". O trabalho já havia sido introduzido na aliança Edênica. A diferença estaria na resposta da terra. Sob a aliança Edênica, a terra teria respondido facilmente quando lavrada. Sob a aliança Adâmica, haveria espinhos e evas daninhas. O trabalho agora era marcado por suor e fadiga. "E tu comerás a erva do campo" A dieta do homem continua vegetariana; não está claro se o mesmo é verdade para o reino animal. Os animais seriam usados na produção de laticínios, roupas e em sacrifícios, mas não na alimentação. "Até que tornes à terra... porque és pó, e ao pó tornarás". A morte física é introduzida. Sob a Aliança Adâmica, o homem fica condicionado a morrer. Até agora houve duas exceções a esta regra: Enoque e Elias. Haverá outros no futuro por ocasião do arrebatamento.

a.As Palavras ou Promessas da Aliança – Muito embora a palavra “aliança” não seja   especificamente mencionada aqui, a linguagem de Alianças é evidente. A Aliança Adâmica foi feita após a entrada do pecado. É a Aliança mais abrangente de todas. É uma aliança incondicional. Ela foi baseada na graça de Deus e envolvia as promessas de redenção para o homem e o esmagamento final da cabeça de Satanás (Gn 3:15). 
b. O Sangue da Aliança – Gn 3:21 – Adão e Eva testemunharam a primeira morte substitucionária e o derramamento de sangue animal sacrificial. Deus foi o Primeiro a derramar sangue. O inocente morreu pelo culpado. Isto prefigurava o Plano de Redenção, do corpo partido e o sangue derramado do Cordeiro de Deus. Isto era sangue de aliança. c. O Selo da Aliança Adâmica – Gn 3:21 – O Selo da Aliança com Adão e Eva foram as túnicas de peles. Eles se desfizeram da cobertura de folhas de figueiras e aceitaram as túnicas de peles – uma cobertura aceitável a Deus, fornecida através da morte de uma vítima. Estas túnicas de peles prefiguravam o Selo de uma retidão pela fé, que viria através de Cristo (Jo 1:29; Rm 4).

O conhecimento do bem e do mal corrompeu a inocência do homem e sua dependência e comunhão com Deus. Este é o problema de todo o homem natural até hoje. Por cauda disto, Deus proibiu o homem de comer da árvore da vida a fim de não perpetuar seu estado caído (3.22-24). As duas árvores não podem alimentar o homem ao mesmo tempo. Se ele quiser comer da árvore do conhecimento do bem e do mal não pode ter vida. Se escolher o conhecimento, então terá que comer só desta árvore, e não da árvore da vida. 


FONTE DE PESQUISA

http://pt.scribd.com/doc/84159699/ALIANCAS-DE-DEUS-NA-BIBLIA

Comentários

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário!

Postagens mais visitadas deste blog

Lição 08 - Culpa, a Prisão da Mente

Lição 12 - Ciúme, o Cabo da Tormenta